+55 81 30932991 contato@migueluchoa.com

Estamos no aproximando do domingo de Pentecostes quando celebraremos a vinda da promessa de Jesus sobre a nossas vidas. Domingo celebramos o alavancar da Igreja como uma instituição missionária na sua essência. Se a igreja não é missionária, ela não é igreja. A sua missão é tão ampla como ampla é a misericórdia de Deus, mas pode ser resumida numa frase se desejarmos, dizendo a missão primordial da igreja é evangelizar!

Evangelização em um sentido amplo e verdadeiro significa levar as Boas Novas do reino de Deus a todos quanto possamos de todas as formas que pudermos, em todos os lugares que conseguirmos e, por todos os meios que dispusermos.  Nisso se resume ser igreja.

Pentecostes celebra a nossa capacitação para realizarmos essa tarefa. “Desde aquele dia os discípulos de Jesus, acanhados, temerosos pelo poder de Roma e a perseguição que já se implantava, saiu das casas, das cavernas, da “clandestinidade” e foi para as praças, ruas, campos, cidades, obedecendo ao mandato” Jerusalém, Judeia, Samaria e …os confins da terra!

Para nós ser igreja missionária significará apresentar essas boas novas de amor, de paz, de justiça, de verdade, em uma sociedade que se corrompe, perde seus valores, ama as coisas, usa as pessoas e, aonde a verdade vem sendo torcida às vezes de maneira tão sutil que quando percebemos estamos envolvidos pela mentira que eu prefiro chamar de “anti-verdade”, pois não somente mente, mas combate a verdade.

Assistindo a um programa na Rede Pública de TV onde se falava da União homo afetiva e a sua legalização em todo pais que aconteceu esta semana, prestei bem atenção ao debate e até contribui, via e mail, mas no final, percebi que a TV pública, fazendo o que se tem feito confundindo Estado Laico com Estado Ateu, colocou no ar um programa, com debatedores todos a favor dessa nova e ultra pós-moderna instituição. Exercendo meu direito de cidadão escrevi para a emissora dizendo que como emissora pública e em um estado democrático de direito, ela deveria agora promover um programa com o mesmo tema e dando a oportunidade dos líderes cristãos se posicionarem e terem a chance de se defender das acusações de atrasados e fundamentalistas que, naquele mesmo programa tinha acontecido. Aguardo a resposta com certa ansiedade.

O poder para anunciar as boas novas nos faz profetas desse tempo, inconformados nos moldes de Romanos 12, imbatíveis nos moldes de 2º Coríntios 4, esperançosos nos moldes  de apocalipse 3 à igreja em  Filadélfia e perseverantes inspirados , impulsionados pelas palavras de Jesus em Mateus 10:22

Igreja do senhor, não se cale, não se intimide não aceite a opressão do mal que está sobre este tempo, que se expressa nas abissais diferenças sociais que ainda perduram em nossa nação, no atraso de nossa infraestrutura que fica à deriva literalmente enquanto nossos governantes trabalham muito em suas campanhas eleitorais. Nossa nação é uma nação injusta, nosso Deus é um Deus de justiça e não compartilha disso. Colocamo-nos entre as piores do mundo nos índices de educação. Recentemente, Nov. 2012, em pesquisa feita pela Pearson, oindicador  batizado de  Índice Global de Habilidades Cognitivas e Realizações Educacionais colocou o Brasil em 39º lugar entre 40 nações pesquisadas, apenas a Indonésia estava atrás desse Gigante pela própria natureza.

Nós não precisamos viver isso, existe riqueza suficiente para mudar esse quadro, mas grande parte dela se perde entre os dedos pela corrupção. Somente em 2011 dados mostram que cerca de 85 Bilhões de reais se perderam nessa atividade pecaminosa que drena as riquezas desse nosso país como uma hemorragia vai tirando a vida de um ser. Esses recursos poderiam estar sendo direcionados a uma educação de melhor qualidade, a um sistema de saúde menos injusto que tortura as pessoas para conseguirem um atendimento. 

Aos governantes que não lerão esta carta, cabe a palavra da sabedoria dos provérbios “O rei, que julga os pobres conforme a verdade firmará o seu trono para sempre. Pv 29:14”, quem sabe sabendo disso teriam mais sabedoria?

Pentecostes clama por uma igreja missionária, que se expande que anuncia a salvação do mundo, que insiste em Jesus como único e suficiente salvador. Pentecostes deve nos deixar inquietos como uma criança, que cheia de energia é colocada sentada sem o direito de se movimentar, a igreja tem a “energia” do espírito Santo, poder do Alto, e se não estiver inquieta, anelando por usar esse poder para o crescimento do Reino de Deus e a maior Glória do senhor, é porque ainda não compreendeu o seu propósito.

A nós, cristãos, cabe a certeza de que o mesmo Espírito que veio em poder no dia de pentecostes, continua entre nós e o mesmo poder disponível para todos nós, apenas creia.

 +Miguel Uchôa

 

 

 
ABOUT THE AUTHOR
admix