+55 81 30932991 contato@migueluchoa.com

Estamos ministrando na nossa comunidade, a PAES, e também em outras comunidades da Diocese do Recife, uma série de mensagens que se chama “Vivendo o Sobrenatural”. Me ocorre refletir nesse sentido sobre algo que muito se fala, mas pouco se reflete de fato.Em minha caminhada Cristã, acabei por me filiar ou mesmo representar algumas organizações cristãs. Sou ligado a algumas agencias cristãs de orientação carismática dentro da Comunhão das Igrejas Anglicanas. Mas o que isso significa? O que quer dizer ser um carismático?
Lamentavelmente, gostando ou não somos identificados por rótulos. Não aprecio isso, mas não me iludo em pensar que é possível fugir totalmente deles. A palavra “Carismático” é um destes rótulos que insiste em taxar o que somos. Mas na realidade o que isso tenta dizer ?
A Teologia Paulina é quem traz ênfase a esta palavra grega charisma e suas derivações. A rotulação dada nos dias de hoje, foge bastante ao sentido original da palavra  A rigor, Toda igreja tem que ser carismática!!! Afirmar isso pode soar como intolerância, desejo de predominar uma visão, mas na realidade é a mais pura das verdades. Vejamos se não é assim:
A palavra grega Charis , encontrada quase que exclusivamente nos escritos Paulinos, sendo a exceção o texto de 1 Pe 4:10, traz a idéia de algo doado por Deus, um dom da graça, dom este, que é a única maneira de capacitar alguém em sua individualidade (1Co 7:7) para o serviço na igreja do Senhor. Quando afirmamos que toda igreja e todo cristão deve ser carismático, estamos apenas afirmando que, em ultima análise, não podemos construir a obra de Deus, com nossos próprios punhos , sob a perspectiva de nossos projetos pessoais, sob o comando de nosso coração, que a própria Escritura diz ser um perigo (Pv 16:9).
O ser carismático, vai além, muito além de um rótulo , de um movimento ou mesmo de denominações cristãs. Qual a igreja, qual o cristão, qual a agencia missionária ou instituição que afirme fazer a obra de Deus que possa dizer, “não somos carismáticos!” ou mesmo “somos carismáticos” ?  O que é que julga este termo ?
O ser carismático, é julgado pela exclusiva dependência de Deus, de colocar a vontade do Senhor adiante de nós e nunca sermos os seus batedores, a isso chamamos de inversão dos valores bíblicos. Deus está adiante e, se Ele quiser faremos isso ou aquilo Tg 4:13.
    O ser carismático, anda na humildade. Antes da ruína eleva-se o coração do homem; e adiante da honra vai a humildade Pv 18:12. Igrejas , líderes, ministros… tem caído pela ausência do ser carismático, pela ausência da dependência de Deus. Minha geração viu e continua vendo a deformação do ser carismático, a transformação de algo que é a pura essência, em uma plaqueta, um rótulo, em letras que não mais identificam o que suas raízes etimológicas um dia tentaram mostrar.
Cargos, funções, posições, ministérios, episcopados, sacerdócio…nada disso tem valor, sob o ponto de vista bíblico se o charisma não estiver por traz e o poder não estiver submisso a este charisma. Leonardo Boff dissertou bem sobre esta inversão na década de 80 com seu “revolucionário” Igreja carisma e poder
Nestes últimos anos vi a firmeza de alguns de meus ícones, aqueles que entenderam o Ser Carismático, que compreenderam a distancia do rótulo e da essência. Estes permanecem firmes e inabaláveis. Ao mesmo tempo vi a queda de outros que antes sacudiam auditórios lotados, cruzaram este país e o mundo animando a igreja do Senhor , mas que pela ausência do Ser Carismático  sucumbiram às propostas do poder, cederam ao elevar-se do coraçãoe trilharam por projetos simplesmente humanos…
A cada dia, precisamos entender mais o Ser Carismático
A cada dia precisamos nos tornar mais Carismáticos, sem rótulos, pela essência

Miguel Uchôa  
ABOUT THE AUTHOR
admix