+55 81 30932991 contato@migueluchoa.com

Está Escrito
Rm 10:8b-13 Lc 4:1-13
O sussurro da tentação é ouvido melhor que o mais alto brado convocando ao dever   
E.C. McKenzie
 
Hoje estamos diante de um momento na vida de Jesus que é bastante conhecido por muita gente. A grande maioria das pessoas, sendo elas religiosas ou não, tem conhecimento que Jesus viveu quarenta dias no deserto sendo tentado pelo diabo. Além da bíblia outros livros trabalham este tema, peças de teatro já foram montadas sobre esse assunto e até superprodução cinematográfica já foi realizada para tentar retratar essas cenas ou interpretar esse episódio.
Para nós cristãos trata-se de um importante momento na vida de Cristo que como em todos eles nos deixa lições preciosas para serem observadas, aprendidas e especialmente praticadas. Conhecemos esse episódio como “A Tentação de Jesus no Deserto”.
A primeira lição que claramente temos a aprender aqui é que Jesus foi levado ao deserto pelo Espírito Santo, por Deus. Isso significa que Os episódios de nossas vidas estão nas mãos de Deus e nada escapa de seu cuidado e controle. A soberania de Deus ainda está por ser aprendida por nós da maneira correta, Deus tem controle sim, mas o controle é Seu e se ajusta dentro de Seu plano. Quando Somos levados a desertos em nossas vidas, e você tanto quanto eu bem sabe que isso acontece, se não for por condução exclusiva de Deus, será usado por Ele para nos ensinar e dirigir a nossa existência eventualmente a bom termo. Tenha certeza, você pode estar vivendo um deserto, mas nunca deixe de crer que mesmo lá no deserto Deus estará com você.
A segunda lição que podemos retirar desse episódio é que existe um tentador, existe um inimigo de nossas almas e a Bíblia o trata como Diabo, palavra que deriva do termo grego diabolos  e que significa adversário.  O adversário de nossas vidas foi o mesmo adversário de Jesus e a maneira que Jesus o trata é uma  importante lição que tiramos deste episódio. Perceba a maneira que Jesus lida com o diabo, ele simplesmente usa a Palavra viva de Deus e responde a cada indagação tentadora com os versos sagrados.
Não é sem motivo que Paulo, quando se dirige a Timóteo dando seus últimos conselhos a quem levaria a missão adiante enfatiza procura apresentar te a Deus como obreiro aplicado, aprovado e do que não tem do que se envergonhar, mas que maneja bem a Palavra da verdade. Isso significa que ele deveria saber usar a Palavra, a verdade e aplicá-la no momento adequado e nas situações necessárias.
A carta de Paulo aos Romanos nos mostra a importância de declarar a Palavra :
“A palavra está perto de você; está em sua boca e em seu coração”, isto é, a palavra da fé que estamos proclamando: Se você confessar com a sua boca que Jesus é Senhor e crer em seu coração que Deus o ressuscitou dentre os mortos, será salvo.
Querido (a) leitor(a), a Palavra está perto de você, talvez ao alcance de seu braço, mas com certeza ao alcance de seu coração. está escrito.
Minha Oração
Senhor, me ajude, coloque em meus lábios a Tua Palavra, me ajude a ser disciplinado em minha leitura, meus estudos para que em cada situação eu possa me defender das ameaças e tentações desse mundo seguindo teu exemplo
ABOUT THE AUTHOR
admix