+55 81 30932991 contato@migueluchoa.com

Incoerência, manipulação, e cauterização

transsexual

Incoerência, manipulação, e cauterização,

A ditadura da Informação ou da Má informação.

 

Antes de qualquer coisa, por favor, leia esses dois artigos

1/07/2013 12h54 – Atualizado em 31/07/2013 18h20

Portaria define regras para mudança de sexo pelo SUS

Idade mínima para fazer cirurgia foi reduzida de 21 para 18 anos.
Terapia hormonal poderá ser feita a partir dos 16 anos, mediante análise.

O Ministério da Saúde publicou, nesta quarta-feira (31), uma portaria com novas regras para a realização de cirurgia de troca de sexo e outros tratamentos destinados a travestis e transexuais pelo Sistema Único de Saúde (SUS). A idade mínima para a realização da cirurgia de mudança de sexo foi reduzida de 21 para 18 anos, com a nova portaria. Para fazê-la com essa idade, é exigida indicação específica e acompanhamento prévio de dois anos pela equipe de especialistas que acompanha o paciente, composta de profissionais como psicólogos, médicos e outros. Com a mudança, a idade mínima para fazer a terapia hormonal para a mudança de sexo, necessária antes da operação, foi fixada em 16 anos. Para iniciar o tratamento com essa idade, no entanto, a portaria prevê a necessidade de consentimento dos pais ou do responsável legal e consenso da equipe multiprofissional que acompanha o paciente. As determinações fazem parte da Portaria Nº 859 do Ministério da Saúde, publicada no Diário Oficial da União.

http://g1.globo.com/bemestar/noticia/2013/07/cirurgia-pra-troca-de-sexo-pode-ser-feita-pelo-sus-partir-de-18-anos.html

http://g1.globo.com/bemestar/noticia/2013/07/cirurgia-pra-troca-de-sexo-pode-ser-feita-pelo-sus-partir-de-18-anos.html

24/09/2017 22h12 – Atualizado em 24/09/2017 22h12

Decisão de juiz que autoriza ‘cura gay’ causa mobilização e choque no Brasil
Para a ciência, terapias que prometem mudar a orientação sexual dos pacientes têm nome: charlatanismo. Não há como tratar homossexualidade.

Para a ciência, terapias que prometem mudar a orientação sexual dos pacientes, chamadas de “cura gay”, têm um nome: charlatanismo. Não há como se tratar a homossexualidade simplesmente porque ela não é uma doença nem um transtorno. Mas uma liminar de um juiz do Distrito Federal provocou espanto e foi muito criticada nesta semana. A decisão autoriza os psicólogos a oferecerem tratamentos de “reversão sexual”. Há quase 30 anos a Organização Mundial de Saúde reconheceu que homossexualidade não é doença. No Brasil, desde 1999, o Conselho Federal de Psicologia diz que psicólogos não podem tratar a cura da homossexualidade. Porém uma liminar do juiz federal Waldemar Claudio de Carvalho determinou que o Conselho Federal não pode impedir psicólogos de promoverem estudos ou atendimento profissional sobre a reorientação sexual. A decisão causou choque e mobilização também nas redes sociais. Veja na reportagem do Fantástico.

http://g1.globo.com/fantastico/noticia/2017/09/decisao-de-juiz-que-autoriza-cura-gay-causa-mobilizacao-e-choque-no-brasil.htmltópicos:

______________________________________________________________________

Após a cuidadosa leitura desses dois artigos, note bem o detalhe, eles têm a mesma fonte jornalística, vem da mesma mesa diretora e provavelmente tem a mesma autorização para serem publicados. Muito bem agora vamos refletir um pouco.

Por que, um adolescente de 16 anos pode ter orientação psicológica e pode receber acompanhamento de uma equipe multidisciplinar, pago pelo estado, quando deseja reverter sua sexualidade e ser “Curado” de sua heterosexualidade. “Para iniciar o tratamento com essa idade, no entanto, a portaria prevê a necessidade de consentimento dos pais ou do responsável legal e consenso da equipe multiprofissional que acompanha o Paciente”. A  matéria a nitidamente a favor da abordagem ao hétero insatisfeito, chama essa pessoa que “optou” por uma reversão sexual de “Paciente”, adjetivo esse, negado aos psicólogos que desejam ter o direito de acompanhar terapeuticamente homossexuais que, insatisfeitos com seu estado, pede sua ajuda profissional que pela lei deverá ser dada em total sigilo de acordo com o desejo do “Paciente”.

A parcialidade está evidente. Assisti uma matéria em um telejornal onde um psicólogo foi perguntado : “Como deve agir um profissional (psicólogo) que recebe uma pessoa em conflito com sua identidade de gênero?” Ao que o mesmo respondeu: “ ele deve tentar convencer essa pessoa a aceitar esse estado mostrando que isso é normal. “

Ao passo que um adolescente procura um profissional de saúde e compartilha que está insatisfeito com a sua identidade de gênero. Ele é imediatamente encaminhado a um médico, que vai ajuda-lo a tomar a decisão de fazer uma reversão sexual, em um processo de mutilação onde a genitália é modificada cirúrgica e definitivamente. Isso aos 18 anos e tomando hormônio desde os 16. Resumindo alguém pode solicitar do Estado que o cure de sua heterosexualidade, mas se alguém estiver incomodado com uma tendência homossexual e procurar um psicólogo, este profissional, mesmo em sigilo absoluto, se aceitar acompanhar essa pessoa e ajuda-lo na sua não aceitação homossexual pode ser processado e até vir a perder sua licença profissional.

Agora de uma olhada na integra da liminar e procure uma vez apenas a palavra cura ou a informação que leve honestamente você a esse entendimento. A liberdade de ajudar pessoas em busca de re-orientação sexual é proibido, mas acompanhar um jovem de 16 anos  e leva-lo a mutilação para se reorientar sexualmente, mais uma vez é aceito e as despesas são pagas pelo Estado.

https://d2f17dr7ourrh3.cloudfront.net/wp-content/uploads/2017/09/ATA-DE-AUDI%C3%8ANCIA.pdf

As questões dos dilemas da sexualidade são tão antigas quanto o ser humano e até aqui, a ciência não tem uma resposta clara para isso. O documentário “ O paradoxo da igualdade” desenvolvido na Noruega, uma das nações mais abertas e liberais do globo, dirigido por um comediante liberal, aborda o tema da “transexualidade” mostrando a posição da ciência afirmando que não há base cientifica para afirmar isso e ao mesmo tempo mostrando os sociólogos liberais dizendo claramente que o que a ciência diz não importa. No todo, é uma imensa contradição e tenta-se tratar o assunto de maneira superficial e apenas na perspectiva do politicamente correto. Sou um Bispo Anglicano, evangélico, e teologicamente de tendência conservadora. De acordo com minha crença, tudo isso é fruto do que a Bíblia chama de pecado. E aqui é necessário desmistificar o conceito de pecado e tentar entender numa perspectiva bíblica, livre de preconceitos.

Significado de Pecado dicionário da língua portuguesa

[Religião] Desrespeito a algum preceito religioso; transgressão da lei de Deus ou dos mandamentos da Igreja.[Por Extensão] Violação de alguma norma e/ou dever; erro: aquilo foi um pecado musical. Atitude que demonstra maldade; perversidade: é um pecado deixá-lo sozinho. Aquilo que deve ser sentido; lastimado: é um pecado deixar comida no prato! Condição de quem cometeu um pecado (religioso): o modo de vida daquele homem está rodeado pelo pecado.

Conceito no Novo Testamento

hamartano: não acertar o alvo, atingir alvo errado;

hamartia: transgressão, pecado. Normalmente visto como atos específicos;

Pecado, como a palavra no idioma original diz, é errar o alvo e, biblicamente, é errar o alvo de realizar a vontade de Deus. Se Deus criou homem e mulher, disse que crescessem fossem fecundos e se multiplicassem, esse é o alvo de Deus e errar esse alvo é o que se constitui em um pecado.  Se em toda revelação escriturística que minha crença credita como sendo a Palavra de Deus, não há nada que vá além do relacionamento entre um homem e uma mulher, e que casamento é quando duas dessas pessoas se unem dentro da benção de Deus.

Criou Deus o homem à sua imagem, à imagem de Deus o criou; homem e mulher os criou. Deus os abençoou, e lhes disse: “Sejam férteis e multipliquem-se! Encham e subjuguem a terra! Gn 1:27-28a

À Deus toda Glória

Miguel Uchoa

Leia Mais

Não pode ser “vale tudo em nome da arte”

politicamente-correto

CONCEITO E PRECONCEITO EM UMA SOCIEDADE CONFUSA

Depois do episódio lamentável em que a instituição financeira Banco Santander promoveu, sob a guarita da Lei Rouanet, dinheiro público, uma suposta “exposição de arte” onde parte das obras eram ofensivas à moral, ao bom censo, à mente de crianças, à fé cristã da maioria da população brasileira, e à raça negra. Como cristão e Bispo da Igreja Anglicana no Brasil-Diocese de Recife, estando distante de sermos “iconoclastas”, cientes do papel pedagógico e reflexivo da arte na sociedade, defensores do uso das artes na igreja, repudiamos veementemente o ocorrido. Não havia arte naquilo. A arte as vezes pode ser até ambígua, mas não vale tudo na arte. A instituição mostrou sua fragilidade quando emitiu uma nota aos funcionários e outra para a população com posturas diferentes.

Duas pessoas estavam observando um quadro em uma exposição. Um deles pergunta ao outro que acha? E ele responde tentando mostrar entendimento na área, fala das tonalidades dos traços e observa o detalhe no canto do quadro, alguns riscos que segundo ele mostrava um coração angustiado e saiu descrevendo aquilo. O outro observador pergunta: Esses traços aqui? E ele responde, sim veja a profundidade disso. O outro diz, amigo isso é a assinatura do artista.

Pode parecer apenas uma brincadeira, mas em nome da arte e mostrando-se inclusivo o ser humano deixa passar essas coisas. A sociedade vai tendo a sua mente cauterizada pela massiva divulgação de que a postura do politicamente correto significa um vale tudo, em todas as áreas da vida da sociedade. Tudo ou todos que se opõem a algo ou a alguém, são imediatamente taxados de “preconceituosos”. Não aceitamos isso, as coisas não podem caminhar nessa direção.

Preconceito_ Opinião ou sentimento desfavorável, concebido antecipadamente ou independente de experiência ou razão; prevenção. [1]

Atente, como cristão, eu tenho um conceito de mundo e que democraticamente devo ser respeitado nesse conceito que tenho. Não tenho preconceito pois não estou omitindo opinião antecipada sobre qualquer pessoa independente de minha experiência ou razão, segundo a definição do termo. Pela minha razão, que se baseia no meu quadro de valores, e que inclui minhas crenças e ideias, eu tenho um conceito formado. Preconceito eu teria se, sem conhecer, sem avaliar, sem querer estudar, sem querer considerar outros fatores que envolvem aquele conceito eu, me negasse a aceitar. Preconceito eu vi no documentário “O paradigma da Igualdade cap 1” onde um grupo de sociólogos e defensores da transexualidade por exemplo se negarem a aceitar a opinião dos cientistas quando em suas pesquisas não encontravam base biológica para tal conceito. Eles simplesmente dizem “a nossa experiência é o que vale”. Se dissessem “respeitamos suas pesquisas, mas temos um conceito formado sobre isso” não, eles foram preconceituosos quando inclusive disseram que eram “apenas pesquisadores norte americanos”

Não tenho pré-conceito com rock por exemplo, mas tenho gosto. Gosto muito de Bob Dylan, mas não suporto o grupo sepultura. Tenho um conceito, um gosto que considero refinado. Preconceito eu teria se eu lhe julgasse ter um gosto ruim porque você gosta do grupo sepultura, o preconceito seria contra você e nem seria contra o grupo, pois dele eu tenho um conceito.

Tenho um conceito formado sobre sexualidade, que claro, é baseado em meu quadro de valores e crenças. Não concordo com a prática, entendo como um desvio de propósito da criação etc. Esse é o meu conceito. Teria eu preconceito se, de antemão taxasse qualquer pessoa, seu caráter, sua correção, por ser ele(a) homossexual. Da mesma forma será preconceito você me taxar agora de retrogrado e outros adjetivos porque meu conceito difere do seu.

Alguém entro em um avião e vê na fileira da frente um homem com traços de alguém oriundo do oriente médio e da religião mulçumana. Imediatamente se incomoda e pensa esse avião está sob risco de sequestro, ele deve ser um homem bomba. Sem saber quem era, o julga pela aparência antecipadamente com sentimento desfavorável. Descobre depois que ele é um pastor evangélico vivendo em um país de maioria mulçumana e que sofre muita perseguição por isso. (caso fictício). Esse alguém foi preconceituoso, emitiu um conceito sobre aquele homem baseado em uma aparência e na realidade, ele é quem sofre preconceito em seu pais. Meu conceito equivocado de que todo mulçumano é um risco prevaleceu ali.

Defendo o respeito a todo e qualquer cidadão(ã) independente de seu credo ou opção. O cidadão(ã) deve ser imune a isso pois ele(a) paga seus impostos e precisa ter os mesmos direitos em uma sociedade igualitária e democrática como pretendemos ser. No entanto não tem sido assim, essa exposição, nos tempos das mídias sociais, mostrou que a tentativa de impor um ponto de vista está presente em todos e percebo que os que se dizem tolerantes, são muitas vezes os mais intolerantes. Meu único questionamento foi “onde está a arte em uma hóstia onde se escreve palavras de baixo calão ou inapropriadas? Onde está a arte em um quadro onde duas pessoas “curram” um cachorro indefeso? Ou onde um negro é currado por duas pessoas. Comparar com os quadros da mitologia pintados por Michelangelo ou dizer que as imagens dos ídolos nus desse autor são indecorosos é a mesma coisa é mostra de ignorância. A nudez não é indecorosa, e a dita exposição não mostrava apenas nudez.  Não serei politicamente correto para agradar quem quer que seja, minha mente está cativa a Cristo e somente a Ele, em ultima análise desejo agradar.

Miguel Uchoa

Bispo Anglicano de Recife

[1] Dicionário Michaelis

Leia Mais

Carta Pastoral do Presidente do GAFCON/FCA

fca-logogafcon_logo_enlarged_0

Para: Os  fiéis do movimento GAFCON e amigos

Do: Arcebispo Nicholas Okoh, Metropolita e Primado de Toda a Nigéria e Presidente, do Conselho de Primazes do GAFCON

Meu querido povo de Deus,

Você, que traz boas novas a Sião, suba num alto monte. Você, que traz boas novas a Jerusalém, erga a sua voz com fortes gritos, erga-a, não tenha medo; diga às cidades de Judá: “Aqui está o seu Deus! ”  Is 40:9

Na semana passada eu estava em Chicago onde com  alegria e privilégio pude fazer parte da Assembleia Geral da Igreja Anglicana da América do Norte. Este grande encontro de mais de 1.400 bispos, clérigos e leigos foi um evento verdadeiramente histórico. Por iniciativa do GAFCON, em menos de dez anos, surgiu uma nova Província Anglicana forte, unida e espiritualmente vigorosa. Agora, por sua vez, tornou-se a plataforma de lançamento para um novo trabalho com a sagração do bispo Andy Lines como bispo missionário para a Europa.

Juntaram-se muitas pessoas de todo o mundo, incluindo onze primazes anglicanos. Então, no meu sermão na sagração de Andy Lines, eu consegui dizer: “Lembre-se que você não está sozinho. Você não se enviou. Todas essas pessoas aqui vieram dizer: “Amém” para a missão que lhe foi confiada. “Tivemos uma sensação maravilhosa do que a Comunhão Anglicana pode se tornar, uma parceria verdadeiramente global no evangelho que é capaz de” levantar Sua voz “sem confusão e sem fazer concessões.

Chicago foi, portanto, um anteprojeto do que podemos esperar em Jerusalém quando reuniremos em junho de 2018 no décimo aniversário da fundação desse grande movimento e a publicação da declaração de Jerusalém. Nosso tema é “Proclamar Cristo Fielmente às Nações” e os convites estarão sendo enviados este mês. Esperamos com grande ânsia para outro encontro maravilhoso enquanto nos reunimos na verdadeira comunhão sob a Palavra de Deus e no poder do Espírito de Deus.

Como uma família global, não queremos que ninguém seja excluído por falta de recursos. Buscaremos financiar algumas bolsas para aqueles que estão em necessidade real e exorto aqueles que são abençoados materialmente, seja como províncias, dioceses, paróquias ou indivíduos, para serem generosos para que nossa comunhão  não seja prejudicada.

GAFCON começou em 2008 como o meu antecessor, o arcebispo Peter Akinola, descrito como uma “missão de resgate” para a Comunhão Anglicana. Esse resgate não se limitou à América do Norte. Ainda há muito a fazer porque a história está se repetindo em outras partes do mundo, como demonstrou a recente capitulação da Igreja Episcopal Escocesa para as ideias seculares sobre o casamento.

O ensinamento falso é inquieto e implacável, e a própria Igreja da Inglaterra está em grave perigo espiritual. É muito a lamentar que tenha havido muito mais preocupação com a alegada “fronteira” do que sobre o desprezo da Palavra de Deus que fez necessário um bispo missionário. De fato, o Bispo de Edimburgo, que apoiou fortemente a adoção da Igreja Episcopal Escocesa do “casamento” do mesmo sexo, foi convidado como convidado de honra para a reunião geral do Sínodo Geral da Igreja de Inglaterra em julho.

Embora a posição jurídica da Igreja da Inglaterra sobre o casamento não tenha mudado, sua compreensão da moral sexual tem. As relações do mesmo sexo, que foram descritas pela Resolução Lambeth I.10 de 1998 como “incompatíveis com a Escritura”, agora recebem aprovação ao mais alto nível. Por exemplo, Vicky Beeching, cantora, compositora e ativista que defende o casamento homossexual foi homenageada com o prêmio Arcebispo Thomas Cranmer, em uma cerimônia no palácio de Lambeth.

A necessidade do GAFCON  salvaguardar a integridade e a clareza da missão anglicana global é tão urgente quanto já foi. Nosso chamado não deve ser conformado, mas ser transformado. Um mundo de observação precisa saber que os anglicanos são definidos, antes de tudo, pela fidelidade à Palavra de Deus. Pela graça de Deus, demonstraremos que a determinação como nos reunimos em Jerusalém para ser anunciador das boas novas de Jesus, o Filho de Deus e nosso Salvador.

Revmo.  Nicholas D. Okoh

Arcebispo, Metropolitano e Primaz de Toda a Nigéria e Presidente, do GAFCON

 

Leia Mais

Anglicanismo e Contemporaneidade

Anglicanismo e Contemporaneidade
Adoração, Liturgia, Missão

E ninguém põe vinho novo em vasilhas de couro velhas; se o fizer, o vinho rebentará as vasilhas, e tanto o vinho quanto as vasilhas se estragarão. Pelo contrário, põe-se vinho novo em vasilhas de couro novas”. Mc 2:22

O que há de comum em todas essas imagens abaixo? Observe bem, dê um clique nela…

Imagem1

Creio que você deve ter observado nos mínimos detalhes, mas, se não fez, volte, olhe foto por foto e tente imaginar o que essas imagens representam. Volte lá…. Voltou? Muito bem, se você não conseguiu ter uma ideia do que se trata, deixe-me ajudar. Essas são imagens de diferentes celebrações, em diferentes igrejas anglicanas, por diversos países e regiões do globo, inclusive na Inglaterra.

Você deve ter percebido a diversidade dessas imagens, não é? Pois bem, isso se chama ethos anglicano, e significa que não há uma só maneira de ser anglicano, mas várias, com muitas outras mais para ainda serem criadas. A riqueza desse ramo histórico do cristianismo está em sua diversidade.

A ignorância histórica e contemporânea tem levado muitos à tentação de taxar pela aparência e pela forma a essência de tantas coisas. Parece clichê, mas será que a essa altura da história da humanidade, com o avanço das ciências sociais e de tantas outras ciências humanas, ainda estamos tentando taxar o ser humano e enquadrá-lo em uma única maneira de ser? Será que ainda estamos tentando colocar rótulos naquilo que não admite rótulo?

Tenho tido o privilégio de viajar por diferentes continentes já faz algum tempo. Devido à minha posição como pastor e, posteriormente, como bispo, tenho conhecido e me encantado cada vez mais com o mundo anglicano e com a sua diversidade. Desde a África e a  Europa, passando pelas Américas e pelo continente asiático, essa igreja tem se expressado de tantas formas e com tanta diversidade quanto é possível ao ser humano e suas ilimitadas expressões. Mas ainda existem aqueles que querem uniformizar a maneira de ser cristão e, dentro de nosso meio, também a maneira de ser anglicano.

A Igreja Anglicana no Brasil já passou dessa fase e essa discussão agora faz parte do passado. No entanto, os resquícios dessa atitude retrógada por vezes reaparece aqui e ali; curiosamente, mesmo entre aqueles que não têm origem em nossa igreja, e que assim, por serem oriundos de outros ramos do protestantismo, acabam seguindo em uma direção polarizada. Isso pode ser uma reação até natural, mas é algo que, certamente, a maturidade, o senso de missão e um melhor conhecimento evitaria.

Tenho refletido e estudando este texto do capítulo 22 do evangelho de Marcos com certa frequência e há tempos cheguei à conclusão que o odre velho, como tantos dizem, não simboliza apenas as estruturas, as formas, as liturgias etc. Longe disso, o odre velho está bem presente na mente dessas pessoas que reagem ao novo rejeitando o antigo, ou que querem segurar o antigo reagindo ao novo.  Esse é um conflito geracional que precisa ser vencido e que somente se pode vencer quando descemos à essência do conceito da missão, que cada um de nós temos, enquanto cristãos e enquanto igreja.

O Odre velho é a mente cauterizada e enferma, focada apenas nas formas e nas tradições? Sim. Mas, o Odre não é a tradição em si e sim a mente que transforma essa tradição em essência, quando, na verdade, ela é instrumento e história. A essência da Igreja cristã, seja ela anglicana ou de qualquer outra matiz histórica, nunca poderá ser a sua forma, mas sua missão.

O anglicanismo é versátil e se move em uma velocidade de adaptação incrível, e isso é motivo de alegria para todos nós. Os “sociólogos de plantão” estão tentando transformar o fenômeno da multicultural e intergeracional expressão da igreja em um fenômeno de alienação e superficialidade, alegando que tudo isso faz parte de uma cultura por meio da qual se tenta trazer para a igreja as expressões da sociedade.

Muito bem, isso é mais que verdade. Caso contrário, estaríamos tentando enquadrar uma geração e uma sociedade dentro de um padrão medieval que não vivemos faz tempo. Muitos cristãos, graças a Deus, entenderam que a linguagem e as expressões de cada tempo devem ser igualmente adequadas a seu tempo e esses grupos são os que estão fazendo a diferença na sociedade, levando muita gente a Cristo, vendo vidas transformadas e os bancos das igrejas voltarem a ser ocupados por gente e não por fantasmas.

O Sínodo da Igreja da Inglaterra vem discutindo o uso obrigatório de vestes litúrgicas há alguns anos e, recentemente, no Sínodo Geral de 2016, deu autorização oficial para que os clérigos, se preferirem, deixem de usar estas vestes nas celebrações regulares, restringindo-as às solenidades mais formais da igreja. Isso tem mostrado que como a flexibilização e o abandono do tradicionalismo tem sido benéfico para a igreja, que mantém sua tradição, mas tem seu foco na missão.

Os que fracassam na missão, justificam-se na fidelidade à forma. Isso é lamentável, Jesus nunca nos pediu isso. A sociedade moderna deseja ser desafiada. Steve Jobs, um dos empreendedores que mais contagiou o mundo com suas ideias e inovações, disse certa vez que “ queria produzir algo que as pessoas desejassem ter nas mãos”. Bem, ele conseguiu. Mudou a maneira de abordar, de vender, de fazer propaganda, mudou o estilo de se vestir, e o resultado foi simples: ele alcançou a sua meta.

Um dos maiores teólogos evangélicos vivos, J.A. Packer uma vez falou a respeito da Igreja de Holy Trinity Brompton, em Londres – uma igreja anglicana, evangélica, contemporânea, trabalhando na visão de uma igreja em diferentes lugares. Ele afirmou: “Esse é o tipo de igreja que o anglicanismo precisa”. E  Nick Gamble Reitor de HTB disse que certa vez um pastor disse a ele: “Uma igreja vazia é como um palácio vazio de um rei esquecido”.

Graças a Deus que muitas comunidades anglicanas e não anglicanas estão fazendo a leitura correta da história e do tempo em que vivemos. Menciono aqui alguns links que valem a pena serem observados:

Freshexpressions

https://www.freshexpressions.org.uk/

Redeemer Chicago

http://redeemeranglican.co/about/global-partnership/

Christ church Mayfar London

http://www.christchurchmayfair.org/

Chrit Church New York (CANA)

http://www.christchurchnyc.com/

Holy Trinity Bromnpton

https://www.htb.org/whats-on/locations#accordion-1

St Andrews Mt Leasant

http://www.standrews.church/

http://www.standrews.church/one-church-multiple-locations/

St Andrews city church

http://www.standrews.church/citychurch/

https://web.facebook.com/SACityChurch?_rdc=1&_rdr

Cada cristão deve ter em mente que seu maior objetivo é manter a missão. Recebemos uma missão, e falhar nela é falhar no chamado que temos como igreja.

Sociólogos de plantão que me perdoem, mas vocês estão enganados e perderam o bonde da história.  Eu quero pregar uma mensagem que todos desejem tê-la no coração. Este é o meu empreendimento.

Ainda longe de alcançá-lo, no entanto, sigo na direção que Deus tem me dado e me colocado neste momento da história

Miguel Uchoa

Bispo Anglicano

Reitor da PAES

Recife PE

Leia Mais

ALELUIA ELE RESSUSCITOU!

Mas de fato Cristo ressuscitou dentre os mortos, e foi feito as primícias dos que dormem. 1 Coríntios 15:20

 

resurrection-2-300x182

No alvorecer de um domingo como esse, o mundo presenciou  o fato de maior importância em todo o universo, o planeta terra tornou-se naquele instante o centro de tudo o que foi  criado, pois toda a criação estava sendo redimida ali, naquele exato momento quando ao terceiro dia Jesus o filho de Deus, vencia o maior de todos os inimigos.

A morte não teve poder sobre o filho de Deus, quando tudo parecia perdido, os discípulos desapontados, os inimigos comemorando a vitória, os fariseus satisfeitos porque haviam conseguido sufocar  a “rebelião”, os romanos  porque a “ameaça” a César havia sido anulada, mas como diz o poeta  ‘Um rei não se despede assim e os que creram no seu nome sabiam que não era o fim…”Os céus  e a glória de Deus esperavam para o grande grito da vitória, os anjos estavam prestes a anunciar a derrota final das forças das trevas e a vitória da luz, da verdade sobre as trevas e o engano.

Numa manhã como essa Jesus Cristo foi ressuscitado da morte e vencendo-a nos trouxe também a vitória sobre ela, de repente a pedra foi removida  e num momento de glória Jesus adverte aquela que tinha ido untar o seu corpo, “mulher , a quem procuras? Procuras entre os mortos aquele que esta vivo ?’

Hoje tanto tempo depois numa manhã como aquela, nós estamos reunidos para  exclamar  em alto e bom som, para todas as pessoas, para todo o mundo, para todos os que sofrem, para todos os que vivem sem esperança, para todos os que de alguma forma estão distantes  da vitória… Toda a vitória de Cristo sobre as trevas e sobre a morte deve ser assumida e vivida por nós. Sua vitória é nossa vitória , sua vida é nossa vida,  sua Palavra deve ser sempre a nossa palavra.

Estejamos nos lembrando daquele que  tudo venceu, para que com ele vencêssemos tudo,  Retiremos os olhos das trevas, esqueçamos o túmulo, a luz de Cristo brilha entre nós, o túmulo está vazio, Isso significa  que nós agora temos livre acesso ao Pai e a todas as sua bênçãos reservadas para aqueles que o amam.

Isso é Páscoa, Jesus vivo entre nós…

Feliz Páscoa

+ Miguel Uchôa

 

 

 

 

Leia Mais

ALELUIA ELE RESSUSCITOU!!!

Mas de fato Cristo ressuscitou dentre os mortos, e foi feito as primícias dos que dormem. 1 Co 15:20 

resurrection-2-300x182

No alvorecer de um domingo como esse, o mundo presenciou  o fato de maior importância em todo o universo, o planeta terra tornou-se naquele instante o centro de tudo o que foi  criado, pois toda a criação estava sendo redimida ali, naquele exato momento quando ao terceiro dia Jesus o filho de Deus, vencia o maior de todos os inimigos.

A morte não teve poder sobre o filho de Deus, quando tudo parecia perdido, os discípulos desapontados, os inimigos comemorando a vitória, os fariseus satisfeitos porque haviam conseguido sufocar  a “rebelião”, os romanos  porque a “ameaça” a César havia sido anulada, mas como diz o poeta  ‘Um rei não se despede assim e os que creram no seu nome sabiam que não era o fim…”Os céus  e a glória de Deus esperavam para o grande grito da vitória, os anjos estavam prestes a anunciar a derrota final das forças das trevas e a vitória da luz, da verdade sobre as trevas e o engano.

Numa manhã como essa Jesus Cristo foi ressuscitado da morte e vencendo-a nos trouxe também a vitória sobre ela, de repente a pedra foi removida  e num momento de glória Jesus adverte aquela que tinha ido untar o seu corpo, “mulher , a quem procuras? Procuras entre os mortos aquele que esta vivo ?’

Hoje tanto tempo depois numa manhã como aquela, nós estamos reunidos para  exclamar  em alto e bom som, para todas as pessoas, para todo o mundo, para todos os que sofrem, para todos os que vivem sem esperança, para todos os que de alguma forma estão distantes  da vitória… Toda a vitória de Cristo sobre as trevas e sobre a morte deve ser assumida e vivida por nós. Sua vitória é nossa vitória , sua vida é nossa vida,  sua Palavra deve ser sempre a nossa palavra.

Estejamos nos lembrando daquele que  tudo venceu, para que com ele vencêssemos tudo,  Retiremos os olhos das trevas, esqueçamos o túmulo, a luz de Cristo brilha entre nós, o túmulo está vazio, Isso significa  que nós agora temos livre acesso ao Pai e a todas as sua bênçãos reservadas para aqueles que o amam.

Isso é Páscoa, Jesus vivo entre nós…

Feliz Páscoa

+ Miguel Uchôa

 

 

 

Leia Mais

Ele viria, Ele Veio, Ele Reinará

domingo-de-ramos

Uma Promessa estava
posta

Alegre-se muito, cidade de Sião! Exulte, Jerusalém! Eis que o seu rei vem a você, justo e vitorioso, humilde e montado num jumento, um jumentinho, cria de jumenta. Zc 9:9

Uma Palavra estava cumprida

A multidão que ia adiante dele e os que o seguiam gritavam: “Hosana ao Filho de Davi! ” “Bendito é o que vem em nome do Senhor! ” “Hosana nas alturas! “Quando Jesus entrou em Jerusalém, toda a cidade ficou agitada e perguntava: “Quem é este? “A multidão respondia: “Este é Jesus, o profeta de Nazaré da Galiléia”. Mt 21:9-11 

Uma esperança está de pé

 Porque está escrito: ” ‘Por mim mesmo jurei’, diz o Senhor, ‘diante de mim todo joelho se dobrará e toda língua confessará que sou Deus’ “Rm 14:11

Hoje começamos a semana chamada santa, tempo de expectativa para a celebração daquilo que é a mais importante das festas cristãs, a celebração da ressurreição de Jesus Cristo e a decretação da vitória final da vida eterna sobre a morte.

Em meio a um mundo onde tanta atrocidade se vive, onde a insanidade está levando o ser humano a atos de terror, seja por grupos institucionalizados ou por grupos marginalizados, o terror é a marca da maldade e um dos mais atuais símbolos da malignidade. Massacres, mortes e desespero estão por toda parte.

Nossa nação vive seus momentos de profunda agonia, vácuos de lideranças éticas, abundancia de corrupção nos conduzem a desesperança. Mas não há de ser assim, Deus ainda é Senhor da história e há de nos trazer paz. Quando Jesus entrou em Jerusalém naquele 1o dia da semana e foi recebido com os ramos da exaltação, era o momento em que Deus estava dizendo “eu não esqueci de vocês”. Há uma promessa de paz e de esperança nessa data de hoje e conclamo todos (as) a viverem isso com toda propriedade.

Somos a Igreja de Jesus Cristo, a maior agencia transformadora do universo, nossa esperança nos conduz a antever a glória de Deus em todas as coisas. Somos um povo bravo, guerreiro. A adversidade nos persegue desde sempre, somos uma contracultura que aprendeu a viver em meio a adversidade…

Somos o povo que hoje exclama: “Hosana nas alturas e bem vindo o que vem em nome do Senhor!”

Celebre esse dia, é o dia de nossa esperança!! Vem Senhor Jesus!

+Miguel Uchoa

Igreja Anglicana no Brasil

 

 

 

 

Leia Mais
brasil nunca mais

Brasil Nunca Mais

O clima que vive o Brasil nesses dias é de imensa preocupação. Corremos o risco de perdermos as conquistas democráticas conquistadas com muito sacrifício. Assisto a um quadro dantesco, beirando a insanidade.

Leia Mais

Pregações

SÉRIES (1)

Leia Mais

The New Birth of a Church The Anglican Church-Diocese of Recife

IGREJA ANGLICANA-72

The New Birth of a Church

Anglican Church-Diocese of Recife

On this Saturday March 12th, 2016, at The Church of The Holy bSpirit with a large number of its leadership clergy and laity was born legally the Anglican Church – Diocese of Recife. But, one might ask, This Church does not exist already since 30 years ago? Well there will need some explanation.

This diocese was born by an act of courage and expanding vision of a bishop named Edmund Knox Sherrill, who with his wife Beth Sherrill left his Diocese in Rio de Janeiro and came to Recife to plant this new church. It prospered and drew the attention of the evangelical church in Brazil and some parts of the world.

It was part of the then Anglican Episcopal Church of Brazil (IEAB). However, this institution followed increasingly the direction of a liberal and revisionist theology that moved away from the Holy Scriptures preaching another gospel. The Lambeth Conference of the Anglican Communion in 1988 rejected the liberal theology regarding to human sexuality. The then Bishop of the Diocese of Recife Robinson Cavalcanti, was the only Bishop of the IEAB to support the Lambeth resolution 1:10 that considered homosexual practice as incompatible with Scripture while condemning homophobia. There, it was clear that the Diocese of Recife clashed in very posture IEAB, not only in this respect, but also in many other aspects of sound biblical doctrine.

In 2005 the IEAB deposed Bishop Robinson Cavalcanti and the Diocese of Recife in the overwhelming majority of the clergy and people stood beside the Bishop “deposed” generating a Evangelical and Conservative Diocese. The clergy received supervision and license from Greg Venables Archbishop of the Anglican Church in South America. Since then this diocese grew and expands. With the tragic death of Bishop Robinson Cavalcanti, was elected Bishop Miguel Uchoa, an evangelical/charismatic that since 2012 leads the Anglican Church-Diocese of Recife.

The Anglican Church, Diocese of Recife is part of The GAFCON / FCA movement that holds more than 80% of the membership of the Anglican Communion and a large number of their 43 affiliated churches (provinces).

After the episodes of 2005, the IEAB sued the Anglican Church – Recife Diocese requiring the possession of its assets, legal registration and other demands. In 2015 the court decided in favor of the IEAB and how it should be, the Anglican Church – Diocese of Recife fulfilled this decision meeting the demands of the process and so came to no longer have its legal registration.

In an official declaration, Bishop Miguel Uchoa mention that it was the end of a era of oppression charge and litigation stating that ‘definitely the ties that bound us to that institution, no longer exist ” we are free and we will follow our path together with the Anglican Communion that is rejecting the liberal theology agenda and reaffirming the values ​​and the apostolic doctrine.

So on Saturday 12 March 2016, it happened the Assembly of legal foundation of the Anglican Church – Diocese of Recife. Following the parameters of Brazilian law, within the sound biblical doctrine and thus fulfilling God’s call.

During the Service of foundation Bishop Miguel Uchoa preached a message on 2 Tm 1:7  For the Spirit God gave us does not make us timid, but gives us power, love and self-discipline.

The Anglican Church, Diocese of Recife REborn with 63 pastors (as) and more than 40 congregations, including the largest Anglican church in Latin America and one of the largest in the Americas. With partners and expansion work, it is marked by the vision of a holistic mission.

So we can say that it was not the birth of a church, but his new birth.

 

To God be all Glory

 

Leia Mais
IGREJA ANGLICANA-72

O Novo Nascimento De Uma Igreja

Neste Sábado 12 de Março de 2016, nas dependências da Paróquia Anglicana Espírito Santo (PAES), com a presença de parte de sua  liderança, nasceu para a legalidade a Igreja Anglicana-Diocese de Recife.

Leia Mais
logo

Em Prol da vida, sempre por ela..

A vida é um dom de Deus e somente Ele pode dizer o que fazer com ela, em todos os níveis.

Leia Mais
ano de amar

Quaresma, para nós é tempo de Amar

Nós Anglicanos da Diocese de Recife decidimos que este ano seria o ano de Amar. Mas alguém poderia perguntar : “mas amar não é para todo ano?”

Leia Mais