+55 81 30932991 contato@migueluchoa.com

Dependo de Ti

Marcos 10:1-16;2 Coríntios 2:14-3:6

No coração do homem, um grito. No coração de Deus a provisão

Stanley Jones

 

Hoje, vou mais uma vez lhe sugerir que comecemos a nossa meditação pelo texto da carta aos coríntios. E ainda mais, iniciarei pelas ultimas frases, que correspondem aos versos 5 e 6 do capitulo terceiro. Estas são palavras inspiradoras. Particularmente, um dia, quando decidi aceitar o chamado de Deus para seguir no ministério e me tornar um pastor estas palavras foram decisivas para mim, minha melhor tentativa de argumentação com Deus no sentido contrário ao seu chamado era de que eu não tinha a capacidade de realizar aquilo para o que ele estava me chamando. O que Paulo escreve vem confirmar isso, de fato nós, por nós mesmos, não temos essa  capacidade, e ele afirma “ a nossa capacidade vem de Deus” . Para tudo aquilo que Deus demanda de nós ele mesmo nos capacitará, sempre. Já vimos nestes dias que até em nossas limitações em resistir ao mal ele nos dá o escape, a saída, portanto se assim faz nesses momentos assim fará nos momentos onde ele mesmo tem um propósito definido para nossas vidas.
Dentro do contexto, Paulo está dizendo aos coríntios, que o estavam rejeitando como apóstolo, e dele demandavam uma carta de apresentação, que a carta dele era a vida de cada um deles e a obra de Deus realizada através de seu ministério. Ele era ministro ordenado pelo Espírito e não por letra, sabedoria ou homens. Isso mais uma vez nos deixa a certeza de que naquilo que Deus demanda, ele comanda. Muito cedo, em meus dilemas pessoais quanto a compreender o chamado, recebi um conselho de um experiente pastor, hoje falecido. Ele me disse, quando Deus chama, Ele se responsabiliza, quando alguém se chama, a responsabilidade é pessoal.
De alguma forma, eu e você fomos chamados para sermos o aroma de Cristo em todo canto, em todas as situações onde nos encontramos e em cada uma dessas situações devemos ter a certeza de que Cristo estará sempre ao nosso lado, como ele mesmo prometeu, até a consumação de todos os tempos. Tenha a certeza de que essa é a verdade, esse é o fato, ele está aí com você nesse exato momento lhe sendo presença divina, inspiração e força em cada situação. Talvez o meu chamado seja diferente do seu, muito provavelmente isso é verdade no que diz respeito às particularidades de nossos chamados, mas de forma comum somos chamados para testemunhar de Cristo e sermos o seu aroma, sempre.
O evangelho vai tratar de uma assunto que diz respeito ao casamento e o divórcio. A Lei dava o direito ao marido se divorciar de sua mulher pelos motivos que ele considerasse relevante e muitas vezes esses motivos eram banais. Isso se tornou um problema sério pois a baliza da justiça humana, falha e extremamente limitada estava mais uma vez sendo o prumo da retidão e, tanto eu quanto você sabemos que isso nunca funciona, não temos tamanha capacidade, julgar não a nossa melhor atribuição, tanto que Jesus nos alerta quanto a esse atributo “ não julgueis …”
Jesus diz a eles que Moisés escreveu aquilo por conta da dureza de nossos corações, exatamente pela ausência dessa habilidade de julgar o que seja correto e pela nossa impossibilidade de seguir com perfeição o projeto de Deus. Claro que o plano perfeito de Deus para nossa vidas e o casamento como parte delas, é, e será sempre uma relação permanente, estável e duradoura. No entanto, a dureza de nossos corações em cumprir o projeto perfeito de Deus, as nossas muitas limitações em seguir sua direção  fazer aquilo que ele mesmo deseja sempre, temos visto tem sido uma de nossas grandes dificuldades. Sem entrar aqui nos meandros desse assunto, que não é um consenso entre os cristãos e nem mesmo fora desse círculo, é importante observar que o que se torna aqui muito importante é o que o apóstolo tenta dizer aos coríntios, viver a vida, exercer ministério, desenvolver relacionamentos, deve sempre e sempre ser algo dirigido pelo Espírito de Deus e nunca pelos nossos próprios juízos, eles são sempre muito limitados.
Hoje receba essa palavra como exortação dos céus, viva a sua vida na dependência do Espirito de Deus, tome suas decisões sempre orientadas pela direção do Espírito, somente  assim nossos corações estarão “ amaciados”o suficiente para que a Graça seja suficiente como guia e a severidade da Lei nunca se faça necessária.

 Minha Oração

 Senhor, reconheço minha incapacidade de julgar a mim mesmo e a outros. Me ajude a enxergar tudo pela lente de tua graça, com o coração amolecido pelo teu amor e pemperado sempre coma tua misericórdia.

 

 
ABOUT THE AUTHOR
admix