+55 81 30932991 contato@migueluchoa.com

 E o que de mim, entre muitas testemunhas, ouviste, confia-o a homens fiéis, que sejam idôneos para também ensinarem os outros. 2Tm 2:2
Hoje eu acordei e, como sempre em minha primeira oração agradeci a Deus. Mas hoje havia algo mais, os 20 anos de ministério ordenado. Feito isso,  decidi ligar para duas pessoas que foram de muita relevância em minha vida e, especialmente em minha caminhada cristã e ministerial.  Liguei para o Bispo Paulo Garcia para apenas e em poucas palavras dizer obrigado por ter me apoiado, e me protegido, acreditando em meu potencial quando muitos deram as costas para mim, dentre esses, um bom número por pura conveniência.

Meu agradecimento não foi por outra coisa senão porque ele acreditou que eu poderia desenvolver um ministério e ser usado por Deus. Claro fez isso, abrindo algumas importantes portas, me introduzindo em ministérios e me lançando em um mãos à obra que muito me fez bem. Foi ele, que pela primeira vez me chamou publicamente de pastor, mesmo quando eu sequer era reconhecido na minha denominação como seminarista por defender a ortodoxia bíblia, a mesma que defendo até hoje. Foi com ele que fui pastor pela primeira vez. Foi ele quem me confiou a juventude de sua igreja acreditando na proposta que fiz de criar, junto com minha esposa Valéria, um programa de discipulado que, depois , veio a impactar toda uma geração daquela igreja.

Se você é um líder, pastor, coordenador, gestor de pessoas, esteja atento naquela massa de pessoas que às vezes parece não haver individualidade, provavelmente está alguém, ou algumas pessoas que poderão ser multiplicadoras de sua visão, apenas busque com cuidado, observe e, invista naqueles(as) que você percebe há potencial. Problemas? Claro que você terá, nunca esqueça que você está tratando com seres humanos e todas as suas idiossincrasias. Mas vale a pena investir! Pastor olhe em sua volta, olhe entre os seus jovens…

Quando liguei, ele estava celebrando o nascimento de mais um neto, e esse por coincidência recebeu o nome de Miguel. Lembramos um pouco de muitos momentos e rimos, porque quem é feliz e resolvido sabe rir de sua própria experiência , ao mesmo tempo que sabe aprender com ela.

Desligado o telefone, ligo para o Rio de Janeiro em busca da outra relevante pessoa em minha vida e ministério. Do outro lado escuto um Hello inglês, mas que logo se converteu em um sorriso alegre recheado por sentimentos saudosos de um tempo que foi usado por Deus para escrever uma história de minha vida e de muitos outros jovens. Meu bispo Sherril , disse eu… quem é? Sou eu Miguel… estou lhe ligando para agradecer porque o senhor acreditou em minha vida e me apoiou em minha caminhada ao ministério ordenado. São 20 anos hoje bispo…. já faz tudo isso Miguel!!!

Esse homem, Bispo Anglicano, pregador em minha ordenação diaconal, usou de seu tempo e ministério entre nós para investir em relacionamentos de amor e sinceridade. Um mentor que de maneira privilegiada eu tive, um conselheiro que me disse coisas que uso e pratico até os dias de hoje.

Nas nossas pequenas reuniões de jovens em boa viagem, lá estava ele, sentado, ministrando, orando, dando opiniões para um público de jovens apaixonados por Jesus. Com ele aprendi sobre a pessoa do Espírito Santo, com ele aprendi a respeitar as diferenças, com ele aprendi sobre as limitações da igreja e a importância de estabelecermos um olhar para o futuro…Tanto aprendi com o sr. Bispo coisas que guardo e as pratico até, hoje, disse eu. Ele me respondeu com seu jeito particular de ser “Miguel, você trouxe luz ao meu dia hoje” e eu pensei e o Sr. bispo, trouxe um farol que me ilumina ´sempre, o farol do discernimento de Deus.

Líder, pastor… investir em jovens tem como sinônimo conviver com eles, esteja com eles, apoie suas ideias, mesmo que as vezes possa parecer estranho ou desconfortável. Um dia, em um outro contexto ele me disse “ O Senhor ainda lhe fará bispo nessa igreja”

A 3ª pessoa que gostaria de ter podido ligar hoje, não está mais entre nós, sua vida foi tragada pela ação do maligno de maneira trágica e incompreensível aos nossos olhos. Ele se chamava Robinson Cavalcanti. foi ele quem me apresentou ao bispo n min há ordenação presbiteral. Da mesma forma que os dois que o antecederam nessas linhas, foi alguém que não somente acreditou em mim e em meu potencial, mas que me lançou no mundo anglicano internacional e com quem aprendi a combatividade pelas nobres causas. Em uma dedicatória de seu livro Igreja agente de transformação ele escreveu profeticamente “ Ao Rev Miguel Uchôa”  quando eu ainda sofria as perseguições que apontavam para minha ordenação como algo pouco provável em qualquer tempo.

Bispo, o senhor não está mais aqui, mas se estivesse provavelmente diria, parabéns siga adiante, porque ninguém detém é obra santa!

Hoje, sou bispo anglicano há exatos 5 meses, supervisiono 60 pastores e pastoras e quase 50 comunidades, sou Reitor da PAES ( Paróquia Anglicana Espírito Santo) , uma igreja atuante com cerca de 1300 pessoas ou mais, Presido o conselho uma ONG Cristã que trabalha com Crianças em situação de risco, sou do conselho da Casa da Esperança uma outra ONG que é ligada a nossa paróquia e que alcança centenas de crianças na Comunidade das Carolinas em Candeias Jaboatão PE, faço parte da diretoria do conselho de pastores de minha cidade e atuo dentro de todas as minhas possibilidades para construir uma igreja sólida na Palavra de Deus, mas contemporânea, que fale a linguagem da sociedade e que parta em seu socorro agindo para, de alguma forma,  transformá-la.

Pastor(a), líder invista em vidas. O maior fracasso do líder está no fato de ele deixar seu “grande ministério” sem qualquer perspectiva de que alguém, gerado por ele, possuindo seu DNA, esteja a ponto de se envolver

Não poderia ligar para todos aqueles (as) que tanto me apoiaram nessa caminhada. Sou grato à Igreja de Jesus Cristo pela graça de me permitir servir com meus talentos disponibilizando-os para a edificação da Igreja.

Agora, 07 de Maio de 2013 já faz parte do passado e assim , como sempre digo, é uma roupa velha que não se veste mais.

Sigo adiante, na certeza de que ainda não encontrei tudo, mas também convicto que estou na direção certa.

Miguel Uchôa
ABOUT THE AUTHOR
admix